quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

“Preciso admitir,


(...) sou muito irônica, e grossa as vezes, um pouco meiga de vez em quando. Gosto do meu lado apaixonada, mas quase nunca aparece. E meu lado safado chega a me assustar. Protetora e ciumenta ao extremo. Tenho um gênio difícil e um temperamento forte. As vezes sou barraqueira, outras, calma até demais. Dura como uma pedra e frágil como um vidro. Um poço de orgulho, e mais conhecida como a rainha do drama, essa sou eu. E sabe o que mais me assusta? Ainda tem gente que gosta”

Um comentário:

  1. Não desgoste o gosto, de quem te gosta assim!

    Adorei.
    beijo na alma,
    Sam.

    ResponderExcluir