quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Do que me foi roubado.


"De alguma coisa serviu ser assaltada, ter a ingenuidade recolhida, o romantismo confiscado e as lágrimas transferidas para outra conta; não vão me roubar mais nada."


Martha Medeiros - Cartas Extraviadas

Um comentário:

  1. menina não é que te achei de novo ao acaso? adorei teu blog... bjus

    ResponderExcluir